08/10/2008

"Ciúme ou doença?"

"De todas as enfermidades que acometem o espírito, o ciúme é aquela a qual tudo serve de alimento e nada serve de remédio." (Michel de Montaigne)

Se você já teve pelo menos um relacionamento em sua vida, você certamente já conviveu com algo que assola dez entre dez casais, o “ciúme”. Muitos afirmam que sentir ciúmes do parceiro ou parceira é algo essencial numa relação, “mostra que você realmente gosta da pessoa”. O problema é que em alguns relacionamentos, essa prática evolui do ciúme para a obsessão e em alguns casos não extremos (mais comuns do que se pensa) atinge o que chamamos de “doença”.

Várias coisas normais e absurdas já se passaram conosco, “homens do Cinco de 5”. Certa vez, tive uma namorada que detonou uma coleção de desenhos femininos meus, pois achou que todas elas “olhavam insinuantemente para mim”. Em outra ocasião, me separei de uma pessoa e comecei a namorar outra, Não me perguntem o por quê, mas a garota que eu havia deixado (soube que eu tinha arrumado outra) me ligou desesperada dizendo que tinha algo muito importante pra me dizer... “Estava grávida”...

.. Tudo mentira. Depois que acabamos em definitivo, ela me confessou que estava com ciúmes por eu ter arrumado outra pessoa. Esse é um exemplo crítico do ciúme doentio que algumas pessoas acabam adquirindo.

Fora as vezes que ela me ameaçava explicitamente com dizeres nada amistosos, do tipo: “Te amo, mas se eu te pegasse com outra, acho que te mataria... Não agüentaria uma decepção dessas”. Nunca se quer prestei boletins de ocorrência contra a mesma, mesmo sabendo que corria sério risco de não acordar no dia seguinte. A melhor opção foi realmente ter “dado linha na pipa”.

São por esses e outros motivos que a confiança é e sempre será o motivo maior para fazer o relacionamento dar certo. Quantas vezes já escutamos pessoas dizendo que amam, mas não conseguem levar o relacionamento adiante por ciúme da outra parte? Ou que já tentaram se separar (por questões de ciúme) e ainda estão juntos. Estes últimos não constituem um casal, mas sim duas pessoas que não confiam mais uma na outra e fingem que “aquilo” que vivem chama-se relacionamento!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 comentários:

Leonardo disse...

Ciume é natural , mas em excesso pode virar doença...

Abraços!

30 e poucos anos. disse...

Confiança é primordial em um relacionamento para que exista harmonia entre o casal.

Márcio Ribeiro disse...

Eu mesmo já tive os vidros do meu carro quebrado, por uma louca! Agora fujo de mulher ciumenta...rsrs

abraço,
http://comideiaseideais.blogspot.com

Alexandre Silva disse...

Ciúme excessico é pura falta de auto-estima. A pessoa que joga sua vida toda em cima da outra...
Aconteceu um caso desses aqui na minha cidade recentemente. Carinha era doido de ciúmes com a namorada, segundo relatos dela ele até a agredia por conta de ciúme. Chegou uma hora q ela ñ aguentou e terminou o namoro...
O cara pulou dum prédio de 12 andares
Lamentável
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com/

Tania Montandon disse...

tudo em excesso faz mal xD

Joey disse...

Ciúme é insegurança.

Coelho Sem Orelhas disse...

Ter um pouco de ciumes é normal, mas o excesso é doença!

Postar um comentário

Comentários do tipo
"legal o post" ou "seu blog é otimo"
serão recusados.
Criatividade é uma boa virtude,
use-a!

 
Powered by hospedagem ilimitada criar site gratis