14/11/2008

"O terror dos maridos"

Pense bem (principalmente se você é homem), qual seria a parte ruim de trabalhar cercado por oito belas e inteligentes mulheres, de todos os tipos: loiras, morenas e algumas com cores de cabelo que só outra mulher saberia quais são?

Você (homem) certamente responderia: “Isso não tem lado ruim, a menos que você não goste de mulher”. Se você é mulher, talvez assumisse que “agüentar” oito TPMs a mais por mês é complicado...

Eu logo responderia que adoro mulher (e como) e que o problema está longe de ser este. Oito TPMs? Quem se importa com isso, hum? Como o próprio titulo do post sugere, eu fui “promovido” a terror da ala masculina, ou seja, todos os maridos, namorados e simpatizantes das mulheres com quem trabalho simplesmente “surtaram” com a minha presença.

De uma hora para a outra, as próprias mulheres passaram a me chamar de “Ricardão, o terror dos maridos” (até que serviu direito, pois meu nome é Ricardo mesmo), e pareciam se divertir com a minha situação (isso é só para vocês terem idéia de como mulher é ruim).

Sair desacompanhado do trabalho, me encarregar de tirar as fotos quando eu saía com elas (sim, saíamos para restaurantes, churrascarias e outros lugares “sem os caras”) e assim evitar aparecer nas mesmas. Nada de recadinhos no Orkut, chamá-las apenas pelo nome (nada de apelidos carinhosos) foram algumas das medidas básicas de segurança que eu adotei para conservar meu “escalpo” intacto.

Mesmo com tanta cautela, toda vez que eu saía do trabalho lá estava um deles, esperando a respectiva esposa e me fuzilando com um olhar que parecia ter vida própria que parecia dizer-me “estou de olho em você!”

Embora alguns deles tivessem o dobro do meu tamanho (em altura e largura), obviamente eu não me sentia intimidado por isso (sou macho, rapáh... ta pensando o quê?)

Inspirado na campanha de meu amigo Obama, comecei a distribuir sorrisos (e conseqüentemente apertos de mão) não por mim, mas por elas mesmas. Fiz às vezes de “político” com alguns dos caras e cortei pela metade minha chance de “tropeçar acidentalmente e bater a cabeça no meio fio”.

Deixo aqui um grande beijo para Lu, Ju, Cris, Bete, Paulinha, Vânia, Angel e Keity... Quer dizer, um (simples) abraço (pode ser de longe mesmo) para Luciana, Juliana, Cristiane, Elizabete, Ana Paula, Lusivânia, Angeline e para a Valleska (Keity) também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 comentários:

Gúh! disse...

o jeito é se segurar :D

Raii disse...

Claro concordo om vc .mas acho que vc confundiu....quando eu disse que o fato de não gostar de alguém é preconceito, no sentido de vc ainda não conhecer a pessoa, dai vc sem conhcer e não gostar é preconceito mas no caso do Lindemberg, nós o conhcemos!

Tony Prado disse...

Desculpa a demora em comentar, mas é que eu estava relendo-o para escrever algo à altura. Acho que não vou conseguir, mas, vamos lá. Muito engraçado! Não encontro outras duas palavras pra defini-lo! Principalmente a parte que você cita o "Ricardão". kkkkk Muito bom! Parabéns!

bi.nhØ disse...

ahAHahAhaHAhahAHAh, ai fica ruim, vc tem namorada?
negócio é se segurar mesmo q nem o Guh falou xD

Hugo Ceregato disse...

HHAHAHAHAHAHAHAHA! Ah meo, guenta firme, e arruma uma namorada, assim a probabilidade de pensarem asneira diminui um tanto.

(parte II - os primordianos)
www.fragmentosdelivro.blogspot.com

Sério Simone? disse...

asosaksoksaskao
boa a matéria, sim esse emprego seria bem difícil! abraços passa no meu blog!

. lú disse...

como vc é baixo, tem o emprego dos sonhos e posta uma coisa dessas pra causar o sentimento de inveja nos leitores do sexo masculino.
mundo injusto.

Fernanda Santiago Valente disse...

hum... que poderoso. hehehehehehehhe
vc aguenta tudo isso? rs.

Confissoes de uma Adolescente ;D disse...

HAHAHHA.
Muuuuuuuito bom
realmente me acabei de rir na parte o ricardaao..
e meu tpm eh uma coiisa triste!

ana disse...

Bem de Longe mesmo!!!

Re Romano disse...

Ah ah, Adorei seu artigo! A tua fama de "Ricardão", eu ouvi falar, mesmo à distância. Aproveita o convívio com a mulheres e aprende alguma coisa com elas. Mulher tem muito o que ensinar... hehehe E com certeza, no futuro, saberá compreender sua esposa e filhas...

cristiane disse...

É isso aí Richard!!!!
O pior de tudo é só o receio de encontrar com os maridos por aí e amanhecer com a boca cheia de formiga!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
bjssssss
Cris

Diego disse...

meu sonho!! ahuasuasuashusa

Ellen Regina - facetasdemim disse...

hauhauahauahauahaauahau
sua vida de 'político' tem futuro, ahauahauahauahau.

gostei do post!
:D

Postar um comentário

Comentários do tipo
"legal o post" ou "seu blog é otimo"
serão recusados.
Criatividade é uma boa virtude,
use-a!

 
Powered by hospedagem ilimitada criar site gratis